Hemofilia em paciente com fístula arteriobiliar após ferimento por arma de fogo: Relato de Caso

Autores

  • Ramiro Rolim Neto Médico Residente de Cirurgia Geral do Instituto Dr. José Frota
  • Bárbara de Oliveira Brito Siebra Médico Residente de Cirurgia Geral do Instituto Dr. José Frota
  • Lucyano Rocha Da Silva Ferraz Médico Residente de Cirurgia Geral do Instituto Dr. José Frota
  • Caroline Celestino Girão Nobre Cirurgiã Geral pelo Instituto Dr. José Frota
  • Raphael Felipe Bezerra De Aragão Cirurgião Geral do Instituto Dr. José Frota
  • Francisco Eduardo Siqueira Da Rocha Cirurgião Vascular do Instituto Dr. José Frota

Palavras-chave:

Hemofilia, Fístula Biliar, Arteriografia

Resumo

A hemofilia é uma causa rara de hemorragia digestiva e complicação incomum no trauma hepático. Nosso objetivo é relatar o caso de um paciente vítima de trauma toracoabdominal, com ferimento por arma de fogo, apresentando lesão hepática tunelizante do lobo direito ao lobo esquerdo, sendo realizado packing hepático para interromper o sangramento, e reoperado após 48 horas para retirada das compressas. No 22º dia pós-operatório, o paciente apresentou hematêmese, icterícia e dor no quadrante superior direito do abdome. A tomografia computadorizada do abdome revelou pseudoaneurisma de um ramo da artéria hepática direita, associado a uma fístula arteriobiliar. Foi feito o diagnóstico de hemobilia e a fístula foi embolizada por arteriografia hepática.

Downloads

Publicado

2019-11-21